25 ago Experiência Pet Anjo na Aceleratech

PETANJO

Antes de entrar para a família Aceleratech a Pet Anjo era uma empresa que amava o que fazia, que colocava o sangue no business, que ia atrás e acreditava no seu valor. Mas nem tudo eram flores. A solidão da vida do empreendedor, os questionamentos sobre estar indo na direção certa, os desafios da busca por investimento, dentre tantos outras frustrações… Afinal, para onde estávamos indo? Como testar e errar mais e com rapidez? Como alcançar mais pessoas rapidamente e passar o nosso melhor para cada um?

Enfim conhecemos o Sean (o gringo) no CASE 2014, em uma conversa sem grandes pretensões no stand da Aceleratech. Logo pudemos sentir o profissionalismo da Aceleratech, e especialmente, a base por trás do trabalho da aceleradora, que acredita no mesmo empreendedorismo que nós, para o qual curtidas no facebook e manchetes de jornal não são sinônimos de sucesso, apenas métricas de vaidade.

Porque estávamos em um momento decisivo, com um produto desenvolvido e já testado por clientes, que precisava agora de ajustes certeiros e muita, muita, velocidade, decidimos nos juntar à um time de sucesso. Afinal, sempre acreditamos na soma, no trabalho em time, e sabíamos que o sucesso da nossa startup seria decidido por nossos escolhas nos próximos meses.

Após passarmos por todo o processo de seleção da Aceleratech, com entrevistas e pitch, finalmente iniciou-se a dita cuja aceleração. Com um misto de horas a fio de trabalho, discussões que fazem os olhos brilhar com os melhores profissionais brasileiros de diversas áreas, muito café e happy hours, sentíamos que fazíamos parte de um grupo que sabia o que estava fazendo.

Nas primeiras semanas participamos de diversos workshops com o time ACE, sobre lean methodology, marketing tools, sobre empreendedorismo baseado em evidências. Independentemente de já ter lido livros e livros a respeito, esse período foi decisivo para que pudéssemos afinar os acordes do nosso olhar. Não, nada é verdade até ser provado. Se você nunca testou suas hipóteses, no, you know nothing, John Snow.

Depois vieram os workshops e mentorias com os feras. Google, ,Microsoft, Locaweb… Somente os melhores. Foram muitos neurônios queimados discutindo estratégias e planos lado a lado com mentes experientes, que estavam ali, disponíveis e curiosas em desvendar mistérios conosco sobre o nosso sonho, o nosso negócio.

Nesses últimos 5 meses a Pet Anjo cresceu a olhos nus, as porcentagens de crescimento foram cada vez maiores, o número de clientes e serviços foram os maiores. E tão importante quanto: as métricas foram estabelecidas e medidas, e foram mais e melhores hipóteses, além de mais rapidamente testadas.

E não foi apenas a Pet Anjo que cresceu. Afinal, quem é a Pet Anjo? Nada mais do que nós, as pessoas por trás dela. E posso afirmar que talvez a mudança mais importante por trás dessa máquina foi o desenvolvimento da nossa cultura, tanto entre a equipe interna quanto com nossos colaboradores do marketplace. Sim, a competência da efetividade e produtividade foi efetivamente difundida, nós temos agora a nossa cultura Pet Anjo, de valor imensurável e que nos dá uma carga de combustível diário.

Olhar para trás não significa mais a mesma coisa, o chip Aceleratech foi instalado na nossa Pet Anjo, e hoje podemos dizer que sabemos acelerar na direção correta.

Equipe ACE
contato@goace.vc

A Equipe ACE é formada por profissionais multidisciplinares e apaixonados por empreendedorismo e startups :)



BrazilUSA