10 abr Três características de um growth hacker

growth hacker2

Depois de falarmos sobre o que é o Growth Hacking, imagino que muitos de vocês pensaram: “ Ok, tudo isso parece maravilhoso, mas agora como trazer isso para minha realidade?”. Apenas o fato de conseguir gerar o crescimento constante para uma empresa com investimento mínimo não só te faz muito mais apto para uma empreitada, mas também a mentalidade exigida para ser um Growth Hacker, te faz um gestor ainda melhor. Eu acredito  que o pensamento de um growth hacker caiba não apenas em um ambiente de startup, mas  também para grandes empresas, que querem se tornar mais inovadoras e otimizar seu crescimento.

Mas ao contrário da maioria dos profissionais do mercado, o growth hacking, de acordo com Dan Martell, fundador do Clarity é “um modo de pensamento, e não um conjunto de habilidades”.Li, recentemente, uma matéria da Tech Crunch que falava sobre três características que um Growth Hacker precisa ter, e gostaria de compartilhá-la com vocês.

Gostou do que leu até agora?

Que tal se cadastrar para receber os posts sempre em primeira mão? :)

Dados

Growth Hackers são apaixonados por dados, análises e métricas, afinal, como ele vai melhorar seu crescimento? É com esses dados que ele saberá quais de suas estratégias estão funcionando, quais não, e por que. Sem métricas, um Growth Hacker se sente perigo e completamente improdutivo. Os dados e análises são que que levarão ao caminho do crescimento sólido e constante. A cada nova estratégia ou nova tática, o primeiro passo é analisar para entender a performance, e a partir disso, decidir os próximos passos. Como existe a necessidade da mudança e experimentação constante, os dados são os que tangibilizam e informam não só os resultados, mas também direcionam as próximas táticas a serem usadas. Esta abordagem científica para o crescimento é chamada de engenharia de distribuição pelo fundador da Everlane, Jesse Farmer, ” Os melhores growth hackers adotam uma abordagem rigorosa , empírica para o crescimento e distribuição da startup “, diz Jesse . Essas métricas podem ser qualquer coisa desde uma taxa de conversão de uma inscrição até um coeficiente viral.

Criatividade

Michael Birch, um dos primeiros growth hackers e co- fundador da Bebo, diz: “Growth Hacking é tanto uma arte quanto uma ciência.” Embora impulsionado por dados e métricas móveis, growth hackers também resolvem problemas de forma criativa Usando o mínimo de recursos possível. Um growth hacker tem uma mente sempre vibrante e criativa, e pensa em novas maneiras de adquirir usuários. growth hackers não estão contente só com dados, mas sim em construir em novas e desconhecidas estratégias para encontrar o crescimento. Greg Tseng , co- fundador da Tagged, diz que os dados e a criatividade de um growth hacker andam de mãos dadas ” , Você é bom com ambos os lados do cérebro? Se você é apenas criativo, você nunca vai saber o quanto suas ideias são boas . Se você só tem uma mentalidade analítica , então você vai saber exatamente o quão ruim as suas ideias são!”

Esta mistura entre o criativo e analítico é a característica definidora de growth hackers. ” Os criativos sabem intuitivamente o que é melhor para o usuário, enquanto pessoas de dados fornecem grandes insights. Os verdadeiros unicórnios são aqueles que podem ir projeto de ponta a ponta, desde construção, métricas, análise e melhoria, interagindo com uma combinação de intuição de usuário e análises profundas ” , diz Matt Humphrey, co -fundador da HomeRun . Growth Hackers operam em todas as disciplinas e funções, além de se envolver com UI / UX para decisões métricas. A combinação de uma mentalidade criativa e analítica permite que um growth hacker tenha uma imagem coesa e sistemática do produto.

Curiosidade

Um growth hacker tem um fascínio no motivo pelo qual os visitantes decidem se comprometer e tornar-se usuários de alguns produtos enquanto outros não fazem diferença nenhuma. Growth Hackers são constantemente curiosos e têm um desejo insaciável de aprender. Eles estudam profundamente o comportamento do usuário e exploram a economia comportamental. Jesse Farmer diz que: ” Bons growth hackers têm uma compreensão e ao mesmo tempo, profunda curiosidade de como funciona a internet “. Esta curiosidade leva a uma compreensão do produto e experiência do usuário muito além da superfície.

Growth Hackers são profissionais ainda muito raros no mercado, principalmente pela complexa mistura entre uma pessoal extremamente analítica, e outrainovadora e criativa. e um mashup altamente improvável de dados , criatividade e curiosidade. Como é um campo bastante definido recentemente , alguns argumentam que hoje há apenas algumas centenas de growth hackers no Vale do Silício . Embora um pequeno número não trabalha fixamente em uma empresa e tem as portas abertas para todos que precisem de ajuda. A maioria dos growth hackers dizem que aprenderam a partir da necessidade de criar uma área de marketing com orçamento zero.

E você? Já fez alguma estratégia de growth hacking que deu certo? Fale conosco pelos comentários!

Caroline Piguin
carol@aceleratech.com.br


BrazilUSA