proposta-de-valor

12 out Startup: Qual sua proposta de valor?

Depois de entender em profundidade quem é seu cliente e qual é o seu problema, é hora de estudar qual é a proposta de valor de seu produto. A proposta de valor, apesar de ser um dos itens de explicação mais simples, é também o que gera mais dúvidas, porque geralmente é confundido com o problema do cliente.

Novidade: Você pode utilizar o Canvas da Proposta de Valor (Value Proposition Canvas – veja abaixo) para criar sua própria proposta. Este canvas é uma ferramenta importante para que sua startup entregue algo que seu cliente realmente precisa e vai pagar por isto.

Aprenda a utilizar o Canvas da Proposta de Valor agora!

Canvas da Proposta de Valor (Value Proposition Canvas)

Gostou do que leu até agora?

Que tal se cadastrar para receber os posts sempre em primeira mão? :)

Na ACE University criamos um material exclusivo e gratuito para que você aprenda a utilizar o Canvas da Proposta de Valor. É um curso gratuito por email, que ao se inscrever, já iremos mandar conteúdos exclusivos e até uma video aula de como preencher o CPV para sua startup.

Material gratuito:
[Aprenda a preencher o Canvas da Proposta de Valor]

 

Mas qual, afinal é a diferença?

Enquanto o problema é, bem, o problema que seu cliente tem, a proposta de valor é o que você vai entregar de benefícios e facilidades que valerão a pena o pagamento pelo seu produto. Veja que, mesmo que o problema que você soluciona tenha um enorme potencial de público, se sua proposta de valor não for clara e atrativa, sua empresa ainda não conseguirá monetizar.

Lembrando que, como estamos falando de criação de hipóteses para validação, é importante que você crie mais de uma proposta de valor para que você consiga entender qual faz mais sentido para seus clientes no momento da validação.

E como fazer uma boa proposta de valor?

Seja claro

É impossível que seus clientes vejam os benefícios trazidos com sua solução se eles não conseguirem entender como, realmente seu produto ou serviço pode ajudá-los. Para isso, evite usar jargões da indústria.

Seja direto

Não dê várias voltas até explicar seus benefícios. Resuma, em uma frase, o que você pode trazer de positivo para seu cliente.

Quais são seus diferenciais?

Não esqueça de incluir em sua proposta de valor o que te diferencia de seus concorrentes.

Exemplo: Wiki4FIT
“Aumenta a retenção de alunos e reduz a dependência técnica por meio de um aplicativo simples e divertido, com QR codes e gamificação”

Quer mais conteúdo?  Assine a newsletter!

Caroline Piguin
carol@aceleratech.com.br


BrazilUSA