Investimento Startup

14 dez Como preparar sua startup para levantar investimento?

Na ACE, ao longo da aceleração nós trabalhamos especificamente alguns aspectos que validamos serem os mais importantes para que a Startup consiga levanta recursos de investidores.

Geralmente, quando uma startup termina o programa de aceleração ela buscará uma rodada de investimento Seed, que gira em torno de R$ 300 mil a R$ 1,5 milhão e é o primeiro aporte após a startup já ter um produto suficientemente satisfatório para crescer e com alguns clientes pagantes. Inscreva-se para acelerar:

É agora!

Esse tipo de investimento normalmente é feito por anjos ou até mesmo de alguns fundos de investimentos. Os recursos geralmente são direcionados para contratação de equipes, aprimoramento produto e marketing, para enfim buscar vender mais de forma mais escalável e ainda, se fizer parte dos planos de financiamento de médio-longo prazo, levá-los a uma rodada de investimento de Series A com grandes fundos de VC.

Portanto, para estarem prontas para buscarem um investimento Seed, as Startup precisam apresentar basicamente dois aspectos: Preparação e Tração.

Preparação

5058608718_dc6ef328ae_b

Criado pela nossa equipe de aceleração, a metodologia de checklist é chamada de Investor Ready. Esse checklist contém itens básicos de processos e métricas que a Startups precisam ter formalizado e trabalhado para receberem o crivo da ACE ou até ser indicada para investidores da nossa rede.

É importante que esses itens sejam apresentados em uma estrutura e que estejam alinhados entre si e, principalmente, alinhado com a visão de longo prazo da empresa. Também, vale lembrar que, como explicado anteriormente, a Startup precisa ter seu produto satisfatoriamente funcionando e validado com clientes.

Com isso, os principais pontos do nosso checklist Investor Ready são:

Estratégia

  • Visão – Você entende a sua proposta de valor? Clara declaração e coerente visão do futuro da sua Startup.
  • Roadmap – Quais são os principais objetivos a serem atingidos no curto, médio e longo prazo para chegar no que visualiza para o futuro da sua Startup? Esse é o plano que os investidores comprarão
  • Key metrics – Quais são as suas métricas primordiais? Por que elas são as mais importantes pro seu negócio? E, claro, você deve estar acompanhando estas métricas de perto.

 

Marketing e vendas

  • Unit Economics (CAC /LTV) – Você entende do seu motor de vendas?
  • Conversão de vendas e funil – Qual é o passo-a-passo o do seu processo de vendas? Onde tem gargalo?
  • Estratégia de marketing – Como você irá adquirir clientes? Por que?
  • SEO (Search Engine Optimization) e desempenho digital

 

Mercado e concorrentes

Produto

  • Demo – Apresentação do produto e suas features
  • Gestão do produto – Em qual estágio de desenvolvimento vocês está? Quais são os próximos passos? Roadmap do produto?

 

Investimento (fundraising)

  • Pitch e Investor Deck
    • Seu pitch está calibrado e treinado
    • Pitch Deck (gosto bastante desse artigo sobre decks)
  • Projeções do plano financeiro
    • Você tem um modelo financeiro do seu fluxo de caixa? Você entende quantitativamente o seu modelo de negócio?
  • Jurídico
    • Quais são riscos jurídicos do seu negócio?
    • A sua documentação está em dia para uma Due Diligence?
  • Estratégia de financiamento
    • Você tem claro o quanto de recursos você precisa? (Faça ele durar de 12 a 18 meses até ou você entrar no break even ou se preparar para uma nova captação)

 

Tração

6836654398_5647fe7732_b

O segundo e mais complicado aspecto é a tração que é derivada do seu motor de vendas. Ela deve ser mostrado através de KPI ou crescimento, e apresentando a evolução da Startup.

Todo investidor investe em evolução e não no momento, como diz Mark Suster, da Upfront Ventures, “invista em linha e não em pontos“.

Investidores geralmente irão se reunir com você e analisar a sua Startup mais de uma vez e, neste processo, ele medirá a sua performance nestes espaços de tempo. Com isso, a Startup deve mostrar uma evolução sólida no período pré e durante o processo de fundraising, seja em receita, em base de usuários ou nas suas principais métricas.

 

Conclusão

O processo de relacionamento com investidores irá acompanhar em toda a trajetória do CEO. Um bom relacionamento ajudará a acelerar o processo de levantamento de recursos, que no Brasil costuma levar de 4 a 6 meses.

Para ajudar no networking e no acompanhamento, aqui na ACE recomendamos que as Startups criem uma régua de relacionamento com seus investidores, atualizando-os periodicamente.

Em regra, investidores se sentem muito importante com esse tipo de tratamento pela Startups. Além disso, você os prepara para uma eventual nova rodada de captação.Conclusão

Portanto, o processo de levantar recursos é um trabalho continuo e deve ocupar um tempo do dia-a-dia de cada CEO. Por exemplo, recomendamos que tire toda sexta-feira pela manhã para tomar cafés com investidores, pelo menos.

Costumamos dizer que é um processo continuo de vendas. Você deve gerar leads e pipeline, fazer follow ups, controlar por CRM (neste caso IRM), fazer demo de produtos, assim como buscar por introduções. Porém, ao final, você estará vendendo você e sua equipe, e não apenas o seu produto.

Não esqueça que isso levará o valioso tempo e foco do CEO então prepare a sua empresa para esse processo. Deixe os processos e funcionários preparados para esse período. Por fim, não deixe isso consumir você. Seu negócio depende primariamente de seus clientes, e não de investidores.

Guilherme Lima
guilherme@goace.vc


BrazilUSA