17 fev Como encontrar sua alma gêmea empreendedora!

f009

Você já deve ter ouvido de algum empreendedor “Eu e meu sócio somos uma dupla perfeita. Nós concordamos em tudo!”. Por muito tempo achei que essa fosse realmente uma prerrogativa importante para a formação de uma startup de sucesso. Recentemente aprendi que sócios que pensam igual não saem do lugar. Os sócios precisam, a todo momento, incentivar o outro, trazer dúvidas válidas para as conversas e argumentar de forma saudável sobre qual é o melhor caminho para sua startup.

Aqui na Aceleratech falamos bastante sobre o que consideramos ser um sócio ideal, mas sabemos da dificuldade de realmente achar alguém que supra estas características e, ao mesmo tempo, esteja interessado em embarcar nessa aventura empreendedora com você.
Por isso, fizemos uma lista com alguns requisitos que não podem faltar em seu futuro sócio!

Gostou do que leu até agora?

Que tal se cadastrar para receber os posts sempre em primeira mão? :)

1-Alguém diferente de você
Já falei um pouco sobre esse ponto no começo do texto, mas vale reforçar. Dois sócios que concordam em tudo só conseguem olhar uma face do negócio. Você precisa de alguém que enxergue sua startup sob outra ótica, que repare em melhorias que você ainda não havia percebido, e que te traga insights sobre os quais você não pensaria sozinho.

2- Alguém experiente
Isso é essencial, mas vemos muitas vezes que alguns sócios, por serem amigos demais, acabam não avaliando a expertise do outro por acreditar na sua competência. Uma novidade: acreditar não é suficiente. Trabalhe alguns dias com ele(a) e busque ver se a qualidade e metodologia do trabalho do outro te agrada. Pense que uma startup tem recursos humanos limitados, então os integrantes do time precisam dar 200% de si se querem que a startup realmente saia do lugar.

3- Alguém por quem eu tenha empatia
Você vai passar grande parte do seu dia a dia com esta pessoa. Então, o mínimo que ela deve ser é agradável aos seus olhos. Não adianta uma pessoa super experiente se você não consegue passar muito tempo perto dela. A probabilidade da startup não dar certo se esse for o seu caso são gigantescas. Afinal, uma pessoa chata desmotiva.

4-Alguém em quem você confie
É claro que você vai se precaver juridicamente com relação à sociedade. Mas não confiar no seu próprio sócio é pedir para falir. Novamente, a questão de experiência não é tudo.

Já tenho um sócio e estou em busca de uma equipe incrível para minha startup

E você? O que busca em um sócio?

Caroline Piguin
carol@aceleratech.com.br


BrazilUSA