08 jan A Grande diferença entre marketing de conteúdo brasileiro e americano – Parte 02

Falamos neste post sobre o quanto o marketing no Brasil ainda tem muito espaço para ser trabalhado, desde que bem planejado. Percebemos, porém, que muitas startups ainda enxergam o marketing como aquela coisa gigantesca-propaganda-de-televisão. Mas é importante saber que antes desse estágio são necessários muitos outros passos menores que passam desapercebidos, e que geram uma imagem de colcha de retalhos.

Claro que existem muitos outros pontos de marketing que uma startup deve pensar, mas, como estamos falando apenas da parte digital, vamos nos ater a isto neste post. Conversando com alguns empreendedores, percebi que o mais difícil é o primeiro passo, então colocamos algumas atitudes simples que podem te ajudar muito no dia a dia e vão te dar ânimo para usar seu tempo em criação de conteúdo!

O primeiro passo, obviamente, é entender quem é sua empresa e que imagem ela precisa passar. Se sua empresa fosse uma pessoa, como ela seria? o que norteia suas ações? Quem são seus clientes? Que horas eles buscam seus produtos, e como é o processo de decisão? É uma compra mais simples, que não demanda tanta maturação, ou é um produto/serviço de alto valor e que impacta diretamente em áreas críticas na vida pessoal/profissional? Essas são perguntas simples que já conseguem dar um norte para como deve ser sua comunicação. Veja por exemplo a Aceleratech: Não faz sentido para nós usar uma linguagem formal, já que estamos falando com empreendedores que, muitas vezes buscam por aceleradoras em seu tempo livre, então, de que adianta usarmos uma linguagem cheia de jargões e termos técnicos se isso só tornaria as informações maçantes e chatas?

Gostou do que leu até agora?

Que tal se cadastrar para receber os posts sempre em primeira mão? :)

pense criticamente sobre isso, e decida qual seria a melhor maneira de se comunicar com seu público.

Assumindo que esses passos básicos de posicionamento de marca e definição de imagem já estejam 100% alinhados para você, para o responsável pelo marketing, e para toda empresa (Sem exceções. Em uma startup, até o programador back end precisa saber fazer o pitch de trás para a frente e na língua do P), o próximo passo é extrapolar isso para a área digital.

Quando os estudantes me perguntaram sobre qual seria o primeiro passo para uma estratégia digital, respondi que devemos inicialmente parar de perceber as técnicas de marketing digital como coisas distintas e pensar em como integrá-las para resultados mais tangíveis. Uma página no Facebook, por exemplo, quando tratada apenas como uma forma de comunicação geralmente empobrece seu conteúdo e não mostra a totalidade da empresa. Que tal uní-la para divulgação de conteúdo, assinatura de news, aproximação com seus públicos, demonstração de know how, divulgação, aumento de tráfego qualificado para seu site, prospecção, e por aí vai?

Comece pequeno, cresça e expanda sua estratégia com o tempo

As startups tem uma equipe enxuta, nós sabemos, e muitas vezes fica difícil fazer as finanças, as vendas, o marketing e o café.
Mas por mais que o seu produto seja genial, ele não vai se vender sozinho.
Então, corte o “não tenho tempo hoje” e comece com pequenas tarefas diárias, e expanda sua atuação durante algumas semanas.

Estude, pesquise e busque respostas.

Entenda profundamente quem está chegando ao seu site, como e por quê.
Você vende pneus e estão chegando ao seu site pelo google com a palavra “sofá”? Com certeza algo não está certo, e é melhor para sua empresa que você corte esses acessos.
Entenda que o número de visitas de um site é bem menos importante do que a porcentagem de conversão, por exemplo.

Comece a escrever em seu blog

Três vezes por semana, no mínimo. Esse conteúdo que você produz vai trazer visitas que se interessam pelo seu produto/área, vai incrementar seu SEO, e vai te trazer insumos para mais posts (relevantes) nas mídias sociais.

Mensure

Tire um tempo na semana para ver o que deu certo, o que não deu, e o porquê. Na próxima semana você vai voltar bem mais motivado e vai saber o que fazer para melhorar.

Converse

As mídias sociais, como eu já disse, não são só para distribuir informações sobre sua marca, ou até mesmo conteúdo. Responda, compartilhe materiais feitos pelos influenciadores de sua área, pergunte e engaje seu público.

E o principal: Você vai errar, nem todos os posts vão ser bombásticos, mas não tenha medo de experimentar novos tópicos, novas abordagens e novos tons de voz em seus textos!

Como você faz o marketing de conteúdo de sua empresa? Fale conosco pelos comentários!

Caroline Piguin
carol@aceleratech.com.br


BrazilUSA