27 maio 10 mitos sobre empreendedorismo

satyr-sm_1x

A imagem do jovem que apresenta ao mundo uma ideia brilhante, fomenta a inovação com sua empresa de alta tecnologia, gera milhares de empregos e, em pouco tempo, acumula fortunas parece ser o retrato mais bem acabado de um empreendedor de sucesso. Ok! Lindo! O único problema é que histórias assim, embora inspiradoras, são exceções.

Tanto os mitos que glorificam a realidade quanto aqueles que a tornam mais dura e complexa do que é só servem para dificultar a trajetória de quem quer ter seu próprio negócio. Por isso, resolvi trazer para o nosso papo os mitos mais tradicionais extraídos do livro “O segredo de Luísa” de Fernando Dolabela. Se você ainda não leu, vale a pena!

Gostou do que leu até agora?

Que tal se cadastrar para receber os posts sempre em primeira mão? :)

Só quem faz o que gosta tem sucesso

Pessoas à frente de pequenas empresas são unânimes em afirmar que têm paixão pelo que fazem – e que isso é de extrema importância para seu sucesso. Contudo, são fatores muito mais concretos que determinam o crescimento e a sustentabilidade de um negócio – como a escolha acertada do mercado e das fontes corretas de financiamento.

Empreendedorismo é coisa de rico

Pessoas e comunidades pobres podem e devem empreender. A atividade gera renda de forma sustentável e permite às pessoas sair do nível de miséria que viviam ao iniciarem seus próprios negócios.

Só quem tem dinheiro terá sucesso ao empreender.

Ter acesso a fontes corretas de financiamento é certamente um fator importante para a expansão de um negócio, mas acreditar que dinheiro é a garantia de perenidade para a empresa pode induzir muitos empreendedores ao fracasso.

Quem fracassa uma vez, vai fracassar sempre.

Há poucas coisas que assustam tanto um empreendedor quanto a ideia de ter de fechar as portas da sua empresa. Começar de novo após uma experiência ruim não é tarefa das mais fáceis, mas o mercado está repleto de empreendedores que só conquistaram o sucesso depois de muitas tentativas.

É preciso ter ideias geniais para ter sucesso.

Boa parte dos novos negócios está ligada a atividades que não demandam grandes inovações ou alta tecnologia – como, por exemplo, o varejo.

Empreendedores não têm chefes e são completamente independentes.

O empreendedor está longe de ser independente e serve muitos senhores: sócios, investidores, clientes, fornecedores, empregados, credores, família.

É preciso ser jovem para começar um negócio.

Idade não é barreira. A energia necessária para tocar um empreendimento não está relacionada à juventude. Para alguns estudiosos, a maturidade seria, inclusive, um fator positivo ao esforço empreendedor.

Todo empreendedor deseja enriquecer rápido

Empreendedores de sucesso buscam construir empresas onde possam realizar ganhos de capital em longo prazo. A principal motivação de curto prazo é a realização pessoal, o controle dos seus próprios destinos e a realização dos seus sonhos. Dinheiro é uma ferramenta e uma consequência!

Empreendedores experimentam um nível de estresse maior.

Empreender não é mais ou menos estressante do que qualquer outra profissão. A diferença está no significado que o trabalho representa em sua vida.

Empreendedores são heróis e nascem feitos.

Acreditar que empreendedores nascem feitos e demonstram desde a infância ou adolescência características importantes para comandar a própria empresa é limitante e irreal. Todo ser humano pode aprender e desenvolver competências.

Portanto, meu amigo, se você realmente optou em ter um negócio próprio, deixe os mitos de lado e vá a luta. É pra frente que se anda!

Equipe ACE
contato@goace.vc

A Equipe ACE é formada por profissionais multidisciplinares e apaixonados por empreendedorismo e startups :)



BrazilUSA